Que pása en Logroño…

12 04 2010

Entardecer no casco antiguo

Completei uma semana aqui em Logroño e já pude conhecer diversos hábitos e atividades que essa cidade oferece. Toda vez que estou realizando algum deles, penso na hora em escrever aqui depois, mas como a minha memória é um pouco falha, creio que tenho que começar a fazer listas para nao esquecer.

Logo que cheguei, pensava que aqui era como a cidade do filme do Show de Truman, pois tudo parece tão arrumado e organizado que é impossivel nao fazer a relaçao. Entretanto, para a sanidade mental de todos, isso nao é verdade (já estava ficando um pouco assustada). Não sei se estao lembrados, mas havia dito que há bicicletas publicas, que podemos utilizar – mediante a um cartao de acesso. Pois bem, estava eu em plena sexta-feira, extremamente empolgada com a ideia de fazer um passeio de bicicleta por Logroño para conhecer melhor a cidade, e como fazia um dia perfeito, sem nenhuma nuvem, tinha tudo para dar certo. Mas nao foi bem assim.

São 6 os pontos de bicicletas, sendo que um deles é muito perto da minha residencia. Me encaminhei para ele e, para a minha decepçao, nao havia bicis (um pequeno apelido para as bikes) e o ponto estava fora de serviço. Ok, fui até a secretaria de turismo, pegar o mapa que tem os outros pontos, mas tinha quase certeza que havia um outro perto da secretaria, entáo nao teria que andar muito. Ledo engano. O outro lugar era muito mais longe e caminhei bastante para encontrar o mesmo recado: fora de serviço. (Apesar de ter uma bicicleta ali).

Esse foi o momento que pude perceber que Logroño, apesar de ter sido eleita uma das 10 melhores cidades para se viver na Espanha, possui seus lados menos certinhos. hehe Sério, porque aqui, quando voce atravessa fora da faixa de pedestre, até se sente mal…e nao é porque os carros buzinam e te xingam, mas é porque eles param. Eles sempre param.

Entre uma perdida e outra por ai (sempre me encontro depois, tá? tenho uma mapa!), pude caminhar pelas ruas paralelas a avenida principal, onde vivem a maioria dos estrangeiros imigrantes; há muitos árabes, chineses e latinos. Por essas bandas, as casas são um pouco menos “elegantes” do que o resto da cidade.

Na sexta mesmo, fui sair para tirar algumas fotos do Casco Antiguo (acho que escrevi errado no post anterior), que é o centro velho, com a maioria das igrejas e dos tradicionais bares de tapas e pinchos. No caminho, há um semáforo que quando está verde para os pedestres, pode-se escutar barulhos de passarinhos (!) e quando está para ficar vermelho, os barulhos vao ficando mais espassados. Uma fofura sem fim.

Falando em fofura….as crianças dessa cidade sao todas lindas. É incrivel, e toda a moda infantil é no estilo passarela….nada de coisas super coloridas e com bichinhos, mas sim cores neutras e super elegantes. Deve ser dificil ser uma criança mais ou menos bonita por aqui, porque o padrao é alto.

Ah, importante! As comidas. Por aqui, as refeiçoes sao muito cheias de carboidratos e gorduras. Ainda nao perguntei para uma das professoras o porque disso tudo, talvez seja o frio mais intenso ou costumes vindos do tempo de guerra, mas o fato é que pão, batata, ovo e carnes gordas (presunto, linguiça, lombo) são frequentes. Entretanto, nao se vê muitos espanhois gordinhos….maldita genetica. De qualquer maneira, estamos nos virando bem….e o café é bem parecido com o brasileiro! Para a minha alegria… Tomo menos do que no Brasil, porque tambem nao ha euro que aguente…

Estou gostando bastante daqui, as pessoas sao amaveis, pelo menos os estrangeiros e a maioria dos espanhois…porque já levei uns três pitos de uns espanhois enquanto estava por ai….todos desnecessarios, obviamente, mas enfim….é o jeito. =)

Há muitas coisas para contar e vou colocando aqui em breve. Sinto que está dificil escrever com mais fluencia em portugues e nao sei se isso é bom ou ruim, mas peço desculpas. Acho que é porque as palavras e frases em espanhol nos parecem bastante formais, se traduzidas ao pé da letra. Entao, por exemplo, sempre que vou escrever “Acho que…”, penso em “Creo que…”, e outras coisas…e dai começo a trocar tudo e escrever como uma tonta…Logo me acostume e tudo isso passa.

Vou colocar algumas fotos no Flickr hoje…e depois conto como foi o final de semana, com jogo do Barcelona X Madri depois a saída com o pessoal da universidade e o pic nic no domingo.

A saudade do Brasil está começando a bater…

Como uma andarilha

Anúncios




Em solo espanhol.

4 04 2010

Caros, já me encontro na terra do vinho e da tourada. Vou relatando aqui minhas pròximas semanas, ok?

Hasta la vuelta!





Minha cachorra Leide.

20 11 2009

Foto tirada semana passada.

A Leide cabia em uma caixa de papelão, junto com sua irmã, quando a ganhamos de uma família de São Paulo.

Quando era mais nova, ninguém apostava nela. Achavam que a cachorra iria ficar com seu pêlo acinzentado, suas pernas finas e seu andar desajeitado para sempre. Foi ai que a Leide mostrou a todos que a adolescência pode ser cruel com qualquer ser vivo, mas que chega uma hora que isso passa. Revelou-se uma linda pastor alemão fêmea, com uma tonalidade dourada pelo corpo e um porte cheio de importância. Rendeu até um quadro, pintado pela minha mãe.

Escolhemos o nome Leide antes de qualquer dica a respeito de sua personalidade. E não é que combinou certinho? Sempre que ia comer a ração ou beber um pouco de água, a Leide se acomodava toda, cruzava as patas e só então começava se alimentar ou se refrescar. Uma verdadeira Lady, afinal.

Ela morreu hoje. É triste pensar que, de todoa as cachorras que já tivemos em casa, a Leide foi a primeira que eu pude acompanhar praticamente toda a sua vida, desde quando era bem pequena, até os últimos momentos quando já estava bem velhinha. Bate uma série de sentimentos quando essas coisas acontecem e você está… longe. Fico pensando que não passei tempo suficiente, não cuidei o quanto deveria e não dei o tanto de carinho que ela precisava.

A verdade é que só pensamos nisso, quando não há mais nada a se fazer. De qualquer forma, eu gostava bastante da minha cachorra Leide. Lembro de ter tentado ensiná-la a andar na coleira, sem sucesso, e também de ter passado horas e mais horas sentada na varanda tentando estabelecer um diálogo qualquer. Mas isso foi há muito tempo.

Acho que o pior é ter que receber notícias como a de hoje em lugares onde não há mais nada que se pode fazer a não ser continuar trabalhando.

Amanhã vou para Pinda. Vai ser melhor, pelo menos.





09/09/09 – Alguém quer me dar o Rockband?

9 09 2009

É hoje o dia!

Os 13 cds dos Beatles serão relançados todos remasterizados, além do jogo mais bacanão de todos os tempos: o Rock Band – Confira no site da Época.

Os cds já vou ganhar em um sorteio hoje, então, estou mais tranquila.

=)

O Blog fez um ano dia 08/08 e nem consegui fazer um post descente para cá. Uma pena. Mas a correira está tremenda. Não podia deixar o dia 09 passar em branco…enfim, fica a lembrança.

Abraços.





Pensamento do dia.

23 07 2009

“A verdadeira arte de viver talvez seja tentar ser aquilo que você é. O que evidentemente é muito difícil.” Domingos Oliveira.

Apesar de tudo, viver é bom de mais, não é não?

=)

Trecho retirado daqui: http://www.flip.org.br/blog_2009.php





To be young.

6 07 2009

“É preciso de um bocado de maturidade para aproveitar o melhor da juventude.”
Daniel Piza – O Estado de S. Paulo, 5 de julho de 2009.

Entre reflexões sobre Michael Jackson e O Apanhador no Campo de Centeio, gostei do que esse cara escreveu. O resumo está aqui.





Tecnofagia.

30 04 2009

Havia escrito um texto para colocar aqui. Mas a tecnologia também é burra e estúpida – assim como alguns magestrados. Enfim, era para o texto ser curto – uma piadinha para os mais ávidos fãs do Twitter e seius 140 caracteres. Mas não consegui escrever tão pouco.

Mas aqui farei o pedido de novo: Alguém tem aquela música do Queen, “I was born to loovee you” ? Desde que a ouvi num elevador hoje, ela não sai da minha cabeça. E não a encontro em nenhum cd aqui.
Portanto, as primeiras pessoas a enviá-la para o meu email (lamica.br@gmail.com), ganharão um par EXCLUSIVO de ingressos para a Virada Cultural na capital paulista! Isso mesmo, para qualquer evento na cidade! Não perca.

E o feriado vai ser bom. Além da Virada, tem Corrida de Aventuras (de novo!).

Depois conto se sobrevivi.

Bom divertimento, pessoal.