2011 é ano ímpar.

29 12 2010

Nas minhas lembranças mais recentes, os anos pares sempre ganharam. E esse de 2010 foi bem especial por uma série de pessoas, situações e lugares novos.

2011 tem muito que correr atrás se quiser superar o antecessor. E assim eu espero que ele faça.

Tô me mandando amanhã e só volto ano que vem.

Tchau, tchau, sinos do mau-humor!

Juízo, crianças.

 

Fica a canção da banda descoberta ontem:





Os Hermanos e o Fim do Ano.

31 12 2008

                                  

 

Ganhei o DVD Multishow Registro com – até o momento – último show dos Los Hermanos, gravado no dia 9 de junho de 2007. E para uma fã como eu, que acredita que a banda ainda vai voltar num amanhã próximo, devo comentar a apresentação de Marcelo Camelo no vídeo que dá a nítida impressão que realmente aquele momento foi o último show com o grupo. O vocalista estava gritando, berrando, como se estivesse na platéia e não no palco, como se quisesse aproveitar ao máximo cada música, cada reposta do público e cada emoção como um integrante do Los Hermanos. Até fez diversas dancinhas a la Amarante, entretanto sem muito sucesso.

 

Mas ainda como fã que sou, o DVD é uma compilação das melhores músicas dos quatro álbuns já realizados por eles, e poder ver ao vivo sucessos do primeiro CD como Azedume e Tenha Dó é algo para se guardar. Fico com saudade dos únicos dois shows que pude ver da turnê do disco 4. E também pude concluir que as duas melhores músicas para se ver ao vivo são Condicional e Último Romance. Definitivamente. Dá uma vontade incontrolável de estar no lugar deles tocando.

 

Eu cheguei a ouvir um pedaço do CD desse mesmo show e a impressão que dá é que o som é bem pior do que o DVD, será que é verdade? No CD só se ouve o público cantando junto, já no DVD o áudio da banda é mais presente. De qualquer forma, poder ver as imagens plus áudio é sempre mais negócio.

 

Enfim, pensei que ia fazer um post-balanço-do-ano-2008, mas acho um pouco batido e desnecessário, já que eu nunca consigo lembrar de tudo que me aconteceu. Só sei que a partir de amanhã esse post vai estar gramaticamente desatualizado. O que é uma pena. A remoção de tremas, acentos diferenciais e hífens tira um pouco da amplitude e da elegância da nossa língua. Eu adoro poder escrever que eles têm, mas que ele tem; e que eu tive uma idéia, e não uma idea. Enfim, só tenho pena realmente de que está na fase de prestar vestibular. Confusão maior não poderá haver. Boa sorte, garotos.

 

Para você que fica aí, aquele abraço apertado e a gente se vê quando o calendário mudar, ok?

 

Ah! E para os órfãos de Los Hermanos, não vão se afundar em mágoas com o novo CD do Camelo, mas se deixem conquistar pelo novo trabalho do Amarante com o Little Joy, ficou bacana, olha só: