E o Natal está chegando. Are you ready?

21 12 2008

Foto por Camila Braga

Ontem fiz algo que requer muita coragem, determinação e força de vontade: compras natalinas no centro da cidade – Taubaté, no caso. Ok, essa é aquela época do ano na qual as pessoas são amáveis, generosas e educadas, certo? Bom, acho que não.

Você sabe o que é ver todas as lojas lotadas de gente? Para onde quer que você olhe: pessoas e sacolas.  E o mais engraçado é que as pessoas esperam que o atendimento dos lojistas será rápido, exclusivo e organizado. E elas ficam ligeiramente rancorosas quando isso não dá certo. Uma dica: Quer sossego e tranqüilidade nas compras de final de ano, vá comprar na Daslu. Ou pela internet. Ou ainda melhor, faça o seu presente! Isso mesmo! Quer algo mais exclusivo e pessoal do que isso? Não precisa ser talentoso não….se eu consigo, poxa!

Depois alguns amigos me repreendem quando falo do meu sutil mal-humor nessa época do ano. Até apareceu no Jornal Hoje, uma matéria a respeito do estresse que algumas pessoas enfrentam no mês de dezembro. Nada mais natural quando você descobre que não é o Papai Noel que vai trazer os presentes para todos os seus parentes e amigos.

Você consegue se lembrar de quando descobriu que Papai Noel não existia? (Espero que não tenha crianças lendo esse blog) Eu lembro que não foi nada agradável. Um amiguinho da escola que falou – vou preservar sua identidade para o seu próprio bem -, mas é lógico que não acreditei. Naquela época, acho que tinha uns 8 anos, quase todo mundo da minha idade já sabia que não havia bom velinho coisa nenhuma. Depois que esse colega me disse isso, fui questionar com meus pais, só pra eles confirmarem que realmente o que eu havia ouvido era a maior besteira, para eu ficar tranquila, ano que vem tem mais renas, duendes e essas coisas. Ledo engano. Fui eu toda feliz comentar a feliz coincidência do papel de presente (do Senninha, por sinal) do embrulho que o Papai Noel me trouxe ser igual ao que a minha mãe vendia em sua papelaria. 

Bom, a partir daí a verdade veio à tona, e eu tinha a completa certeza que meus Natais seguintes seriam tão sem graça como qualquer outra data. Mas os anos foram passando e até que eles foram bacanas. Só que daí a gente cresce mais um pouco e vê que essas datas de conclusão de ciclo e renovação são superestimadas. E eu só quero que 2009 apareça logo no meu calendário.

Anúncios




Vida online X Vida offline

12 09 2008

Você já parou para pensar na quantidade intergalática de links e portais nos quais você faz parte ou simplesmente deu uma passadela?

Ando pensando nisso, e acho que sou muito exposta – internéticamente falando. Nos primórdios da navegação, lembro que os avisos eram vários, “Cuidado com o que você coloca por aí,viu? Não vai deixar seu email em qualquer site; não faça cadastro nessa página; comprar pela internet? Tá maluca!!?”.

Ok, e tudo isso tem fundamento, mas o que fazer agora que me vejo com três emails e uma série de cadastro em outros sítios? Será o fim?

O mais estranho é pensar que muitas pessoas virtuais, com seus avatares e perfis orkúticos me conhecem muito melhor do que uma pessoa da minha família. Tá certo, conhecer já é forçar um pouco a barra, mas o fato é que nesse mundo virtual, interativo e cheio de hipermídias, você tem a possibilidade de agrupar seus gostos, costumes e características em um simples http://. Maravilha, não?

O engraçado também é que isso influencia no seu modo de escrever, pelo menos no meu. Com o teclado escrevemos BEM mais rápido do que com a caneta. Sem contar nas dúvidas que você pode tirar online, quando quer lembrar do nome daquele cantor islandês com voz de veludo ou a marca daquela lasanha congelada que você comeu na casa da sua madrinha: GOOGLE, Socorro! É tudo uma questão de segundos. Esse site completou 10 anos recentemente, e teorias da conspiração é que não faltam, como comenta o Felipe.

Bom, tudo que sei é que existem dois “Eus” por assim dizer: o real (dentro desse tem mais uma dezena de outros, mas não vem ao caso agora) e o virtual. Cabe a nós saber equilibrá-los de maneira saudável.

E nada de se empolgar em cadastros virtuais por aí afora, ouviram crianças? Maior perigo. ¬¬

Segue a lista do mal:

– Orkut – ok

– Myspace – ok

– Youtube – ok

– Fotolog – ok

– Flickr – ok

– Olhares – ok

-Tramavirtual – ok

– Last fm – ok

– Overmundo – ok

– Radar Cultura – ok

– Multiply – ok

– UOL – ok

– …..

Eu acho que é impossível terminar essa lista. Isso porque eu não considerei os sites de cadastro de currículos, newsletters de revistas, sites de compras, ….

É. Tô ferrada mesmo.