Conhecidas coisas novas.

22 03 2009

Eu estava procurando novas músicas para ouvir, porque de tempos em tempos eu preciso fazer isso. Enjoo (a nova ortografia está vencendo) de algumas coisas, dependendo da frequência com que convivo/escuto/falo, entre outros.

Portanto, nada melhor que acalmar a alma e os ouvidos com um balancê diferente. Como fonte, tudo serve: TV, rádio (em São Paulo dá para ouvir rádio e realmente aproveitar), internet e revistas (a Rolling Stone preenche bem essa categoria). E foi exatamente com a revista que soube do lançamento do novo CD da banda gaúcha Pública, e que sim, eles são dessa onda de “baixe o que quiser e não se sinta culpado por isso”. No site oficial da banda, fique à vontade para conhecer todo o novo trabalho, sem pagar nada. Mas caso queira um pouco mais, compre o CD e ganhe um DVD com vários momentos da gravação. Eles me conquistaram com “Longplays“, o hit do primeiro disco, e continuam o fazendo com essas músicas novas. Isso só me faz ter mais vontade de ir morar no Sul logo.

Peguei o primeiro cd do Vanguart para ouvir de novo, agora que eles gravaram o “Multishow Registro”. Sem dúvida, “The last time I saw you” é a minha favorita. Fui procurar a cifra para tentar tocá-la, mas acho que não vou conseguir. De qualquer forma, me contento apenas em ouví-la. Eu fiquei lembrando quando a minha vida era super traquila e eu descobria eventos e apresentações musicais na capital. Em uma linda terça-feira, por volta do horário do almoço, estava eu, há dois anos, assistindo a uma apresentação do Vanguart junto com o João Ricardo (Secos e Molhados) no Centro Cultural Banco do Brasil. Bem bacana.

Hoje, não dá mais para fazer essas coisas. Tudo bem. Ficar horas e mais horas dentro de ônibus pelo menos me serve para ouvir as músicas que eu descubro por aí. Como Vanguart, Pública, The Honorary Title e assim vamos nós.

E você, o que tá ouvindo ultimamente?

Anúncios




This is what you’ll get when you mess with us.

22 03 2009

Para quem não conseguiu ingresso para o show do Radiohead, a rádio Eldorado preparou a playlist do show para a gente ouvir. Bacana, não?

É só clicar aqui e se divertir – ou cortar os pulsos.

O Multishow vai transmitir o show de São Paulo, ao vivo.

E a vida segue.





Bond. James Bond.

1 03 2009

A gente sabe muito de uma pessoa pelo sobrenome. Mentira.

De qualquer maneira, existem sobrenomes bem marcantes e que fazem uma bela diferença em algumas situações. Por exemplo, eu gosto bastante de alguns dos meus amigos: Germano, Coelho, Dalesandro,…Pois bem, após completar os meus 21 anos no último mês, resolvi utilizar outro dos meus 345 sobrenomes. Antes, era Braga. Agora é Pastorelli.

Não sei ao certo o que isso vai mudar na minha vida – provavelmente nada. Mas, de uns tempos para cá, venho achando que ele tem mais potencial do que o anterior. E como posso me dar ao luxo de escolher como assinar matérias, blogs, cartões de aniversário e essas coisas, decidi tentar com esse.

Sei que a história é mais ou menos essa: o sobrenome original era Pastorello. Contudo, ao chegar no Brasil, meus antepassados passaram por um escrivão que: a) escreveu a pronuncia errada, porque outros idiomas são difíceis de se reproduzir “ipsis literis”. b) achou melhor terminar com i ao invés de o. Ficaria mais sonoro. Vai entender.

Ainda descubro a verdadeira história.

O fato é que agora sou Pastorelli. Camila Pastorelli.