É lixo ou não é? Eu e meus anos 90.

1 10 2008

A lista tinha de tudo: tampinhas de garrafa, argolas de latinha de refrigerante, latinhas de refrigerante (óbvio), palitos de sorvete (aqueles que vinham com uma espécie de “supertrunfo”,sabe?), adesivos, bonés, brinquedinhos do kinder ovo, da coca-cola (sim, meu passado negro), da yopa e da elma chips. Chaveiros, bola pula-pula, propaganda política dos verões passados e até formiga (ok, eu era bem criança e fui logo reprimida pela professora da segunda série, quando ela viu meu guardanapinho com várias formiguinhas mortas).

Ah, e claro, quase esqueci: tudo-o-que-você-pode-imaginar do Ayrton Senna e do Senninha (revistas, gibis, camisetas, bonés, carteira, bolsa, meia, relógio, pochete, lancheira, adesivos, bonecos, pôster, fitas cassete, livros, lápis, borracha, caneta, fichário, caderno, quadro, vela de aniversário, o tema do aniversário, broche, e por aí vai).

Os anos 90 têm batido na minha porta com uma certa freqüência nos últimos tempos, isso inclui a festinha de aniversário da Fabrícia, 24 anos, e a nova edição da revista OFFLINE, que também se empolgou na década do Aquaplay, do chiclete Babaloo, da Xuxa, dos Trapalhões, do “Não basta ser pai, tem que participar” e do Pense Bem.

Comecei a refletir e percebi que – como é possível observar na lista acima – gostava muito de colecionar tranqueiras e badulaques. O mais bacana é que mais da metade do que foi citado, eu ainda guardo. (Não, as formigas não).

Acho que é da minha natureza coletora, essa tendência de armazenar tudo aquilo que eu imagino precisar um dia, e isso não só no quesito “coleções”. O que é o extremo oposto da minha mãe, que sempre em busca da limpeza e da organização tende a jogar MUITAS coisas no lixo. Quem será que tem mais razão? OK, ao falarmos de objetos pessoais e outros mimos, a última coisa que nos atravessa é a razão. Por isso, eu falo com o maior orgulho: guardo tranqueira sim. Tenho dificuldades de me desapegar das mais insignificantes banalidades. O que eu até acho charmoso. Bom, pelo menos eu acho.

Da mesma paixão por guardar objetos, parte a paixão por listas. Não sei explicar, mas as informações não parecem ficar mais organizadas? Ultimamente, é mais por necessidade mesmo. Sem elas, simplesmente esqueço o que tenho que fazer. Portanto, faço listas semanais, por exemplo, a desta semana tem inúmeros tópicos de livros e textos que tenho que ler, contas para pagar e roupas para lavar. O momento mais esperado e mais prazeroso é o de riscar um item já realizado. Sim, sim, melhor ritual de passagem não há. Você percebe que está caminhando para algum lugar, entende?

Enfim, comigo funciona. Apesar que nos mesmos anos 90 anteriormente citados, eu tinha sérios problemas com listas: Nas festinhas de aniversário, quando eu só podia convidar cinco amiguinhos.Não que eu fosse a-baixinha-mais-popular-do-Pequeno-Construtor (até porque todos naquela época tinham o meu tamanho. O que aconteceu, Meu Deus??), mas era sempre “gastritante” ter que fazer essa lista. Não gostava.

Hoje, superei. Já posso riscar essa fobia da minha lista.

Anúncios

Ações

Information

4 responses

1 10 2008
Camila Braga

Repare que o macacão do Ayrton Senna, da foto, é de 1995,1996, e ainda serve.
Pelo menos o casaquinho..rs

=)

2 10 2008
Felipe

Ainda dá tempo.

5 10 2008
Yohana

Poxa, adoraria ver as formiguinhas!!! rsrsrsrs!!Também ainda tenho os anos 90 na cabeça, tanto é que sempre que falam novelas da época ou acontecimentos importantes, penso: “ah, foi há pouco tempo”… Sempre acho que continuamos em 2000!!!!! Será que é um pouquinho da síndrome de Peter Pan?

8 10 2008
Paulinha

Tenho este mesmo problema (ou melhor, as pessoas enxergam como problema) de guardar tranqueiras. Minha mãe também fica louca, quer jogar tudo fora, mas eu escondo porque não tem nada mais legal do que relembrar certas épocas com coisas banais, mas que fazem toda a diferença do mundo para você!

Adorei!
Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: